Artigos

Flash USDA Oferta e Demanda

12 DE Janeiro de 2018

USDA aumenta safra de soja do Brasil, mas corta Argentina e EUA

O relatório mensal de oferta e demanda divulgado hoje pelo USDA elevou a estimativa de produção de soja 2017/18 do Brasil dos 108 milhões de toneladas divulgados em dezembro para 110 milhões de toneladas – em linha com os 110,4 milhões projetados pela Conab, mas abaixo dos 114 milhões de toneladas da estimativa da AgRural. Para a Argentina, em contrapartida, o órgão americano reduziu a estimativa em 1 milhão de toneladas, para 56 milhões, devido à queda de área provocada pela estiagem, que dificulta a finalização do plantio.

Também houve redução na estimativa de produção dos EUA. O número final do USDA para a safra 2017/18 dos americanos veio em 119,5 milhões de toneladas, contra 120,4 milhões no relatório anterior, por conta de um ajuste de -0,4 saca por hectare na produtividade média, que é estimada agora em 55 sacas por hectare.

Corte nas exportações dos EUA

Com produção menor e exportações lentas, o USDA aproveitou para reduzir a estimativa de vendas externas dos EUA, que passou dos 60,6 milhões de toneladas calculados em dezembro para 58,8 milhões de toneladas – abaixo do volume exportado em 2016/17.

Mesmo com produção menor e um pequeno avanço na estimativa de esmagamento, as exportações mais baixas – reflexo da maior fatia obtida pelo Brasil no mercado internacional – resultaram em aumento na previsão dos estoques finais dos EUA, que agora é de 12,8 milhões de toneladas.

Elas por elas

Com produção mais alta no Brasil e queda na Argentina e nos EUA, a produção mundial ficou praticamente inalterada em relação ao relatório de dezembro. Também houve pouca alteração na estimativa de estoques finais do mundo.

MUNDO Oferta e Demanda de Soja

USDA/AGRURAL  Em milhões de toneladas, exceto % e dias.

EUA Oferta e Demanda de Soja

USDA/AGRURAL  Área em milhões de hectares, produtividade em sacas de 60 kg por hectare e demais itens em milhões de toneladas, exceto % e dias.

USDA confirma produtividade recorde de milho nos EUA

No balanço final de oferta da safra 2017/18 dos EUA, o USDA elevou a produtividade do milho em 1,2 saca por hectare, para recordes 184,7 sacas, o que resultou em aumento da produção para 370,9 milhões de toneladas.

Esse incremento da produção, aliado a um pequeno ajuste para baixo no consumo de milho para ração, fez a previsão de estoques finais subir 1 milhão de toneladas em relação ao relatório de dezembro, para 62,9 milhões de toneladas.

EUA Oferta e Demanda de Milho

USDA/AGRURAL  Área em milhões de hectares, produtividade em sacas de 60 kg por hectare e demais itens em milhões de toneladas, exceto % e dias.

À espera da segunda safra do Brasil

No quadro mundial de milho, o USDA manteve inalteradas as projeções de produção para o Brasil (95 milhões de toneladas) e para a Argentina (42 milhões de toneladas). Para o Brasil, a mudança deve vir em fevereiro, quando já houver estimativa de área para a segunda safra.

MUNDO Oferta e Demanda de Milho

USDA/AGRURAL Em milhões de toneladas, exceto % e dias.

Veja Também