Artigos

Como os agricultores devem proceder com as baixas temperaturas?

17 DE Junho de 2022

Conheça 6 ações que podem ajudar a enfrentar a baixa temperatura na agricultura e evitar os danos do frio extremo na sua plantação

Boa parte do país já vem sentindo os efeitos do clima frio. E apesar da cidade também sofrer com o frio intenso, os campos são os que mais sofrem com esse tipo de clima. A baixa temperatura na agricultura é um dos fenômenos que mais preocupam o setor. Afinal, ela compromete a produção, podendo prejudicar tanto o cultivo, quanto a colheita.

Mas, fato é que o clima não é algo que o agricultor possa controlar. Por isso, é preciso encontrar formas de tentar prevenir os efeitos negativos da baixa temperatura na agricultura e é sobre isso que vamos falar a seguir.

Por que as baixas temperaturas são tão prejudiciais para a plantação?

A primeira coisa que precisamos ressaltar é que os efeitos do frio variam conforme a cultura, a região e até mesmo a fase do cultivo. O trigo, a maçã e a cevada, por exemplo, são culturas mais adaptadas ao frio. Em compensação, o café está entre os que mais sofrem com a baixa temperatura na agricultura.

Mas, de maneira geral, o tempo frio afeta drasticamente o desenvolvimento das plantas, podendo inclusive diminuir o potencial produtivo. Para se ter uma ideia, quando a temperatura está entre 2ºC e 5ºC, muitas plantas têm seu metabolismo afetado, o que paralisa seu desenvolvimento.

Já, quando a temperatura está próxima de 0ºC, a planta tem seu metabolismo interrompido completamente. Nesse tipo de situação, apenas um dia basta para fazer com que a planta perca totalmente seu potencial produtivo

Baixa luz solar

Outro problema da baixa temperatura na agricultura é que esse tipo de clima geralmente vem acompanhado de baixa luz solar. Isso prejudica a transpiração da planta, ou seja, sua respiração. Nesse processo, ela puxa água e perde o líquido para a atmosfera, devido à luz solar. Mas com a falta de luz, a transpiração é reduzida, por isso o desenvolvimento da planta fica mais lento.

Geadas

Nos casos extremos, quando ocorrem geadas, os danos são ainda maiores para as plantações. Afinal, a planta não resiste a esse tipo de condição extrema e, por essa razão, toda ela (ou ao menos uma parte) acaba morrendo.

Isso ocorre devido ao congelamento dos líquidos celulares, que levam à expansão e, consequentemente, ao rompimento dos tecidos vegetais. O  resultado disso é a morte da planta ou de algumas partes dela, como folhas, ramos e frutos.

Estresse

Você sabia que diferentes culturas também sofrem com estresse? Isso ocorre quando há uma grande oscilação entre temperaturas baixas e altas ao longo do dia ou das semanas.

Essa variação faz com que seja difícil para as plantas compreenderem as mudanças climáticas. Dessa forma, elas acabam criando um composto para enfrentar essa situação. Consequentemente, ele afeta o potencial produtivo e ainda desregula os hormônios da planta, prejudicando seu desenvolvimento.

O que fazer para proteger a plantação no inverno?

Existem algumas ações que o agricultor pode realizar para prevenir os danos da baixa temperatura na agricultura. As principais, são:

Estar atento à previsão do tempo

A primeira coisa que o agricultor precisa fazer para proteger a lavoura do frio intenso é acompanhar a previsão do tempo. Afinal, é a partir da análise dos dados climáticos que ele saberá quais decisões deve tomar em prol da sua colheita.

Ter um bom planejamento

O bom planejamento do manejo agrícola inclui dados sobre o clima, o local, a semeadura e a varieade a ser cultivada. Com essas informações, o agricultor consegue escolher os locais e as épocas de plantio e semeadura mais adequados para a cultura. Com isso, é possível evitar os períodos críticos, onde a possibilidade de geadas é maior.

Variedade

A variedade de culturas também é uma boa forma de enfrentar a baixa temperatura na agricultura. Afinal, como dissemos anteriormente, diferentes culturas podem ter diferentes níveis de tolerância ao frio. Sendo assim, optar pelo tipo de planta mais tolerante ao clima frio em locais onde as geadas são mais comuns ou intensas,  pode reduzir os danos à plantação.

Temperatura letal

Como você já sabe, as plantas têm diferentes resistências às temperaturas baixas. Sendo assim, é importante saber qual é a temperatura letal e buscar formas de ajudar a planta a sobreviver ao clima extremo. Um exemplo clássco são as coberturas protetoras com lençóis plásticos, usados especialmente à noite.

Irrigação

A irrigação com água durante a geada é uma forma interessante para tentar reduzir os efeitos desse fenômeno na plantação. Com essa estratégia, a água atua como uma camada protetora, aumentando a temperatura da superfície. Porém, é preciso ter atenção com relação à forma de irrigação. O nível de água recomendado é entre 2 e 6 mm/h, sendo que a irrigação deve ser realizada desde a temperatura mais crítica, até o nascer do sol.

Manejo nutricional

O manejo nutricional é a principal forma de diminuir os danos da baixa temperatura na agricultura. Afinal, uma plantação bem nutrida tem mais chances de conseguir enfrentar o frio e as oscilações de temperatura. As plantas tendem a sofrer menos por contér um teor de sal mais elevado no conteúdo celular, que reduz o ponto de congelamento.

Além disso, outros nutrientes também são fundamentais para aumentar essa resistência. Alguns exemplos, são:

  • Potássio: esse macronutriente é indispensável para amenizar estresses abióticos, como o frio. Em plantações de café e soja, por exemplo, o potássio inclusive contribui para a diminuição do ponto de congelamento da seiva.
  • Enxofre: o enxofre é um macronutriente secundário e uma de suas funções é contribuir para o desenvolvimento das plantas, mais especificamente nos processos metabólicos de substâncias importantes. Além disso, ele também tem papel importante no aumento da resistência a baixas temperaturas.

Agora que você já conhece a importância do manejo nutricional para a saúde da sua plantação, clique aqui e conheça os produtos da BRFértil. Com opções da mais alta qualidade e tecnologia, a empresa tem como principal missão ajudar o agricultor a impulsionar sua produção agrícola e mantê-la protegida.

Veja Também

Política de Privacidade