Artigos

Estiagem e calor também pesam sobre milho verão do Sul

09 DE Janeiro de 2019

As temperaturas altas e a distribuição irregular das chuvas também impactaram a produtividade da safra 2018/19 de milho verão no Sul do Brasil. As maiores perdas estão no Paraná, mas cortes também foram feitos em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Não houve alteração nos números de São Paulo, Minas Gerais e Goiás, que plantam mais tarde e terão revisão em fevereiro.

Produção do Centro-Sul muda pouco
Com os ajustes no Sul, a produção de milho verão do Centro-Sul do Brasil é estimada agora em 21,3 milhões de toneladas, contra 21,6 milhões na estimativa de 30 de novembro e 20,3 milhões de toneladas em 2017/18. A produção é baseada em área de 2,927 milhões de hectares (73 mil hectares acima da safra passada) e em produtividade média de 121,5 sacas por hectare, ante 123,5 sacas na estimativa prévia e 118,3 sacas no ciclo anterior.

Brasil
Combinando os números da AgRural para o Centro-Sul com as estimativas da Conab para o Norte/Nordeste, a produção de milho verão 2018/19 do Brasil fica em 27,1 milhões de toneladas, ligeiramente acima dos 26,8 milhões de toneladas de 2017/18.

MILHO 1a SAFRA Produção no Brasil

CONAB/AGRURAL  Em milhões de toneladas. *AgRural jan/19 (divulgação em 09/jan). **Conab para Norte/Nordeste. Estimativa anterior (dez/18, divulgação em 30/nov): 21,6 milhões de toneladas para Centro-Sul, 5,5 milhões de toneladas para Norte/Nordeste e 27,2 milhões de toneladas para Brasil.

Veja Também

Política de Privacidade