Artigos

Safrinha de milho começa março com 3,9 mi de ha por plantar

02 DE Março de 2018

O ganho de ritmo na colheita da soja nesta semana e o fim da janela ideal de plantio em algumas regiões deram fôlego extra à semeadura da safrinha de milho 2018. Com salto de 20 pontos em sete dias, o plantio chegou na quinta-feira (1º) a 63% da área estimada para o Centro-Sul do Brasil, em linha com os 64% da média de cinco anos, mas atrás dos 75% da safra passada, que teve o plantio mais acelerado da história.

Impacto na produtividade
Isso significa que 37% da área do Centro-Sul – algo em torno de 3,9 milhões de hectares – serão plantados em março. Isso não é exatamente um problema, já que a janela se estende pela primeira quinzena de março em áreas do Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul.

Além disso, plantio fora da janela não significa necessariamente perda de potencial produtivo. Em 2015, por exemplo, quando metade da área da segunda safra de milho foi plantada em março, o Centro-Sul bateu recorde de produtividade na época, pois as chuvas se alongaram e não houve geadas durante o desenvolvimento da safra. O tamanho da produção, portanto, vai depender em boa medida das condições climáticas registradas entre abril e julho.

Semana de plantio acelerado
Nesta semana, o avanço mais impressionante no plantio da safrinha aconteceu no Paraná, onde o índice saltou de 19% para 56%. Nos demais estados, a área plantada chegou a 43% em São Paulo, 55% em Minas Gerais, 82% em Mato Grosso, 33% em Mato Grosso do Sul e 58% em Goiás.

MILHO SAFRINHA  Plantio no Centro-Sul do Brasil

AGRURAL  Em % da área total estimada.

Veja Também

Política de Privacidade