Artigos

Semana com tempo bom favorece colheita, mas atraso no Paraná persiste

23 DE Junho de 2017

A semana de tempo favorável possibilitou o avanço das máquinas em áreas de milho 2ª safra prontas para colher. Segundo levantamento da AgRural, a colheita havia chegado a 9,3% na região Centro-Sul até quinta- feira (22), com avanço semanal de 4,5 pontos. Porém, o ritmo está um pouco atrasado em comparação aos 12,4% do mesmo período do ano passado, mas em linha com os 8,8% da média de 4 anos.

Com poucas lavouras em ponto de colheita e umidade elevada, o Paraná segue puxando o atraso com menos de 1% colhido.  Por lá, os trabalhos ainda estão iniciando na região oeste, onde aproximadamente 12% está em maturação. Alguns produtores estão preocupados com possíveis problemas na qualidade devido ao início de junho chuvoso.

Em Mato Grosso, a colheita começou a ganhar ritmo e chegou a 21,3%, contra 23% há um ano. As temperaturas mais amenas na última semana têm dificultado a perda de umidade do cereal. Para diminuir os custos com secagem, os produtores evitam colher com umidade muito elevada. O ritmo está mais adiantado no Médio-Norte e oeste. Os problemas na qualidade têm diminuído e os produtores relatam bom rendimento.

Em Goiás, os trabalhos chegam a 5,3% e o tempo seco ajudou a diminuir a umidade em áreas prontas. A colheita deve começar a ganhar ritmo nas próximas semanas.

Em Mato Grosso do Sul, a colheita ainda é bem pontual, não chegando a 1%. Na região norte, os primeiros relatos de produtividade são de 110 sacas por hectare.

Em Minas Gerais, lavouras da região do Triângulo Mineiro e áreas irrigadas de Unaí estão sendo colhidas. Os trabalhos estão em 6% no estado.

Em São Paulo, a colheita ainda não iniciou, mas a expectativa é de boa produtividade.

MILHO 2a SAFRA  Colheita no Centro-Sul do Brasil

Veja Também

Política de Privacidade